Blog: Agregados em foco
Share to Facebook Share to Twitter Share to Twitter More...

Blog: Areia de brita é a nova tendência na construção civil

Uma clara tendência se observa no mundo: a substituição da areia natural, extraída de rios ou cavas, pela manufaturada. Um dos principais impulsionadores para esta tendência é a restrição ambiental à extração das reservas naturais. E, sim, é possível “fabricar” a areia a partir de rocha.

Além de diminuir os efeitos sobre o meio ambiente, a areia de brita apresenta algumas outras vantagens, tanto econômicas quanto tecnológicas. Ela pode ser processada a seco eliminando o ônus inerente ao processo via úmida e por estarem situadas as pedreiras próximas ao mercado consumidor, pode reduzir significativamente os custos de transporte. Em vários aspectos, pode ter desempenho superior em concreto e artefatos de cimento entre outras aplicações, comprovado em vários estudos e resultados reais de aplicação industrial no Brasil e no mundo.

Fundamental na construção civil, a areia natural tem ficado cada vez mais cara e distante. Os dados de mercado indicam que a cidade de São Paulo é abastecida em grande parte com areia natural produzidas pelos mineradores localizados no Vale do Paraíba e Ribeira sendo que, na sua maioria, estão situadas a mais de 100 km. E ainda mais preocupante: Mais da metade do preço final da areia ao consumidor corresponde ao custo do frete. Um efeito colateral desta situação é que quanto mais distante a exploração, maior é a emissão de dióxido de carbono (CO2) da frota de caminhões.

A barreira para exploração natural da areia não se limita ao Brasil. Há casos radicais, como no Japão, onde a legislação proíbe totalmente sua adoção. A Suécia, por sua vez, estimula a substituição pela matéria prima industrializada, por meio de tributos especiais sobre a extração da areia natural. Do outro lado do globo, na Índia, Cingapura e Malásia, a legislação é mais flexível, porém os resultados têm sido a redução rápida dos recursos naturais. No Brasil, como se sabe, é cada vez mais difícil conseguir-se uma licença para exploração de areia natural, independente do tipo da reserva.

E, para agravar, a areia natural precisa ser lavada, o que aumenta o impacto ambiental. Processada a seco, a areia de brita elimina o problema, com a vantagem de estar próxima do mercado consumidor. Um bom exemplo é o caso da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, a quarta maior hidrelétrica do mundo, que possui uma planta própria de produção de areia de brita no canteiro de obras. Não poderia haver melhor exemplo: muita água para gerar energia, mas zero consumo para a produção da areia manufaturada.

Por que investir em areia de brita

Existem vários bons motivos. O principal talvez seja o fato da areia de brita beneficiar tanto os produtores como também os consumidores.  Um negócio em que todos saem ganhando, a probabilidade de sucesso é quase certa.  Outro fator importante é o tamanho do mercado considerando que a demanda de areia é maior que a da brita. Adicionalmente às questões ambientais, outros fatores favorecem a adoção da areia de brita como é o caso do excedente de finos gerados em pedreiras.  Os produtores de agregados conhecem bem o cenário. “As pedreiras geralmente produzem finos além da demanda. A transformação destes finos em areia de brita evita que eles se convertam em grande passivo como acontecia no passado”, resume Eng.Toshi, consultor técnico da Metso. O que era problema vira produto de alto valor agregado.

Um bom exemplo é a Pedreira Embu que já vinha produzindo areia de brita por processo a úmido nas suas unidades de Itapeti e Juruaçu. Na unidade de Embu das Artes, devido à indisponibilidade de água não era possível beneficiar o pó e pelo alto seu teor de filler a comercialização era difícil, gerando enorme estoque de pó. Graças à implantação da planta dedicada à produção de areia via seca inaugurada em 2012, não só eliminou o problema do estoque de pó como criou-se um produto de alto valor agregado denominado “areia prime”.  Várias outras pedreiras seguiram o exemplo da Embu e hoje se beneficiam do bom negócio gerado pela areia de brita.

O principal uso da areia é na fabricação de concreto, que leva entre 30 a 40% na sua composição, que por si só representa um gigantesco mercado.  Obras civis e de infraestrutura e até mesmo a construção de rodovias de pavimento rígido estão entre os mercados. Grandes e pequenas barragens e estruturas de sustentação de energia eólica são outros exemplos. Mercado para areia é realmente muito amplo.

Conheça os benefícios técnicos da areia industrial

A areia de brita, produzida com o emprego das tecnologias e processos adequados pode resultar em significativas vantagens aos consumidores, em especial às concreteiras. Uma grande vantagem é a constância da curva granulométrica, facilita o controle técnico do concreto e é um fator de alta importância na fabricação de concreto.  O formato cúbico e superfície rugosa das partículas somado à quantidade controlada de microfinos e produto melhor graduado, via de regra, reduz o consumo de cimento de forma significativa e que representa mais de 50% do custo do concreto. Resumindo: os benefícios econômicos e técnicos são literalmente concretos.

Uma das dicas para os produtores de agregados que têm a intenção de produzir areia de brita é preparar amostra de areia e enviá-la a seus clientes para testes. A Metso pode ajudar na preparação da amostra no seu laboratório equipado com equipamentos em escala piloto.  Participar de testes de substituição de areia de natural pela manufaturada é uma iniciativa que pode render boas parcerias e conquistar importantes clientes.

Como escolher a tecnologia certa para produzir areia manufaturada?

Atualmente, os produtores de agregados têm à sua disposição, toda tecnologia e know-how necessários para produzir areia de brita de alta qualidade, seja em novos projetos ou em plantas de agregados existentes.

São vários os equipamentos e processos disponíveis e a escolha correta de cada um deles  requer, além da experiência em britagem e classificação, um bom nível de conhecimento também das rochas e dos produtos onde a será aplicada a areia de brita, seja em concreto ou outros produtos.

Os experts da Metso possuem grande experiência na implantação de plantas de areia de brita e estão capacitados para assessorar os produtores de agregados de forma a garantir o sucesso do empreendimento. Quer conhecer mais? Acesse o Showroom: Casos de sucessos.


Blogger

Metso Brasil

Seus comentários são bem-vindos

Metso no Facebook

Metso no Twitter