Blog: Go with the flow
Share to Facebook Share to Twitter Share to Twitter More...

Blog: Big data analytics para celulose e papel já é real

A avalanche de dados que está invadindo todos os segmentos das indústrias tende a gerar oportunidades para aceleração de novas tecnologias que irão otimizar processos, produtos e serviços.

O mundo gera cerca de 2,5 quintilhões de bytes diariamente. Esqueça a escala numérica e, acredite, é muita coisa. Quem primeiro percebeu o crescimento no volume de dados foram os cientistas das áreas de astronomia e genômica. E foram eles também que criaram o termo Big Data. Bom, se focarmos na indústria, vamos perceber que a quantidade de dados acompanha a tendência de outros setores.

Mas a questão não é o volume. O desafio das indústrias é o que fazer com ele e como tirar proveito dessa avalanche de informações. Aqui entra o conceito de Big Data Analytics, ou seja, entram os softwares que podem examinar grandes quantidades de dados e descobrir padrões ocultos, correlações e outras interpretações. E como funciona?

Bússola gerencial para tomada de decisões

São softwares que coletam, armazenam e interpretam dados. Estamos falando de análise e inteligência e o resultado é criação de uma espécie de bússola gerencial para tomada de decisões. Pense que o volume de dados estruturados e não-estruturados de sua operação saem de um mundo oculto direto para um painel de controle, que é gráfico e amigável. Para isso, no entanto, é preciso reconhecer o conceito de Indústria 4.0 e a necessidade de captação de dados.

O processo já começou, os dados serão essenciais para tomada de decisões, várias empresas esperam que sua corporação tenha um nível avançado de digitalização em poucos anos.  E a indústria de papel e celulose acompanha esse movimento?

A resposta é sim. De acordo com o relatório da Euro Graph, entidade que congrega o segmento papeleiro do velho continente, tudo o que puder ser digitalizado, será, a começar do monitoramento do estoque, plantio e maturidade das árvores. O sensoriamento vai avançar para áreas-chave como a de fornecedores, com dados em tempo real sobre estoques, ampliando seu raio para a etapa de logística, com o cruzamento de informações sobre despachos e preços de frete, entre outros.

Big Data Analytics: soluções mais robustas para problemas antigos

Estoques MRO (manutenção, reparo e operação) possuem detalhes peculiares e comportamento anômalo como, por exemplo, alto tempo de reposição, imprevisibilidade da demanda, baixo giro e outros. Tal comportamento exige um trabalho analítico e inteligente com foco nos detalhes para alcançar a redução do capital empregado. Porque detalhes são importantes!

O cruzamento das informações da planta permite vários ganhos, como a identificação de equipamentos intercambiáveis entre si, o que maximiza a utilização do estoque, para reduzir a imprevisibilidade da demanda as variáveis de acompanhamento de tendências de desempenho são aplicadas. Outro benefício é a otimização do tempo de reposição, ao se utilizar recursos de identificação e visibilidade de equipamentos em estoque avançado na planta. Esses são alguns exemplos do poderio do Big Data Analytics.

Na produção, a revolução será completa com o crescimento da Internet das Coisas (IoT). Os sensores aplicados em todo o processamento vão informar, em tempo real, os parâmetros de operação, reduzindo a interferência manual e otimizando a produção. A mesma tendência acontecerá na manutenção, ampliando o nível de ações preditivas e reduzindo o tempo de parada, mesmo as programadas.

A avalanche de dados que está invadindo todos os segmentos industriais tende a gerar oportunidades para aceleração de novas tecnologias que irão otimizar processos, produtos e serviços. Uma das grandes oportunidades dessa era de indústria 4.0 será o foco no tratamento dos dados, gerando informação, agregando conhecimento e fazendo mais e melhor nossas atividades corriqueiras do que poderíamos imaginar. O volume, a velocidade, a variedade, a veracidade e valor dos dados estão e continuarão cada vez mais presente nas indústrias, transformando nosso dia a dia em uma velocidade quase imperceptível. Bem-vindo ao Big Data Analytics!


Blogger

Guilherme Golfetto

Engenheiro de Aplicações, Valves Business Area

Seus comentários são bem-vindos

Metso no Facebook

Metso no Twitter