Blog: Go with the flow
Share to Facebook Share to Twitter Share to Twitter More...

Seleção de válvulas para uma planta de etileno: qual é a escolha certa?

Muitos desafios devem ser superados para operar uma planta de etileno confiável e competitiva em um mercado de produção em constante crescimento. No entanto, escolher soluções em válvulas que ofereçam máximo desempenho, confiabilidade e segurança para a sua aplicação é o primeiro passo para o sucesso.

O consumo global de etileno para diversas aplicações plásticas e químicas está crescendo. Mais de 180 milhões de toneladas de etileno serão necessárias nos próximos cinco anos. Enquanto o gás natural (principal insumo para a produção de etileno) for vendido a um preço baixo, as empresas petroquímicas de todo o mundo continuarão investindo ativamente em plantas de etileno, principalmente na Ásia, no Oriente Médio e nos EUA.

Após a segurança, o tempo de operação é o principal fator determinante da rentabilidade de uma planta de etileno em um mercado global cada vez mais competitivo. E conforme a demanda por etileno aumenta, a necessidade de soluções em válvulas personalizadas que ofereçam confiabilidade, segurança e desempenho também cresce.

O custo do projeto de engenharia para uma planta de etileno típica pode chegar a alguns bilhões de dólares americanos. Uma parte considerável desta quantia destina-se a válvulas automáticas de controle e on-off.

Como você pode imaginar, os detalhes do tipo de válvula selecionado são realmente essenciais para qualquer projeto. Você não vai querer pagar uma fortuna por válvulas inadequadas ou com desempenho inferior. E principalmente, você não vai querer colocar em xeque a segurança dos operadores ou outros equipamentos do processo, sendo que ambos são afetados pela escolha errada das válvulas.

Você quer que suas válvulas cumpram o seu papel e garantam imediatamente as metas de tempo de operação da planta com um bom custo-benefício e durante muito tempo. Mas ouvir declarações exageradas e não específicas pode atrapalhar mais do que ajudar. O mais caro não necessariamente é o melhor para o seu processo. O material mais durável talvez não satisfaça às outras exigências da aplicação. O menor tempo de abertura não significa uma vantagem neste caso específico.

Na prática, cada planta de etileno é diferente, e cada aplicação de válvula também. A escolha das válvulas depende de uma abordagem bem pensada e com foco no processo. Para ajudar vocês a não se perder neste labirinto de informações dos produtos, sugerimos um artigo que discute a engenharia de plantas de etileno do ponto de vista da escolha de válvulas automatizadas.

Se quiser saber mais, leio o artigo Fazendo a diferença na engenharia de projetos de etileno, no qual analisamos os tipos de válvulas que dependem da aprovação de terceiros, para que não haja desentendimentos com os reguladores durante o comissionamento. Além disso, que tipo de válvula é mais resistente às vibrações da tubulação em aplicações críticas de descoqueamento?

Este artigo é um ótimo ponto de partida para garantir que você escolha as válvulas certas, atinja as metas de desempenho e mantenha os custos do projeto sob controle.

 

Já está recebendo as atualizações mais recentes das soluções em controle de fluxo Metso? Cadastre-se aqui para receber notícias em primeira mão direto na sua caixa de entrada.


Blogger

Heikki Voutilainen

Global Project Sales Manager

Metso no Twitter