jul 7, 2020 Mineração blog

Bomba de polpa: como identificar hora da manutenção

Metso Brasil
Metso Brasil
Ao realizar a manutenção na hora certa, é possível evitar atrasos na produção.

 

A bomba de polpa é um componente fundamental em qualquer mineradora que faz o processamento de minerais por via úmida. São as bombas que fazem a conexão entre os diversos equipamentos de uma planta de processo, ou seja, elas são o coração do processo, bombeando os materiais para as próximas fases.

Por isso, é importante garantir o bom funcionamento das bombas para prevenir atrasos de produção ou até mesmo paradas de plantas. Nesse artigo, você vai aprender como descobrir o melhor momento e a maneira certa de fazer a manutenção das bombas. Confira:

Parada de Manutenção: Quando e como fazer a manutenção de bombas?

A gestão de paradas de manutenção de bombas pode ser feita de três formas diferentes, sendo elas:

  • Manutenção preventiva: atua na prevenção de reparos com avaliações, ajustes, limpezas, identificação de mau funcionamento e outros;
  • Manutenção preditiva: analisa o comportamento das bomba de polpas, prevendo eventuais problemas;
  • Manutenção corretiva: quando já foram detectados problemas e paralisações nos equipamentos, atuando na apuração e solução da causa.

Para evitar prejuízos, o ideal é sempre optar pela manutenção preventiva. Além disso, é importante escolher uma bomba de qualidade, com longa vida útil e alto nível de eficiência. 

Depois da instalação, é importante também monitorar constantemente o bombeamento de polpa de minérios para a necessidade de trocas de peças devido ao desgaste.

Gestão de paradas de manutenção: periodicidade das manutenções

Tudo depende da bomba de polpa escolhida. Não existe uma periodicidade universal para substituição de peças ou reparos nas bombas. É dever do operador ou técnico responsável realizar o monitoramento da bomba e verificar o gerenciamento de parada de manutenção. Isso também varia de acordo com o tipo de processo: processos mais severos exigem um menor período entre as trocas; processos mais leves proporcionam períodos maiores entre as trocas.

É possível otimizar e melhorar essa previsão usando componentes que irão apontar possíveis falhas da bomba. Isso ajuda a realizar uma manutenção corretiva de algo inesperado antes mesmo de o equipamento falhar completamente. Para isso, pode-se usar sensores de temperatura e vibração, entre outros.

Uma menor produtividade, ou seja, menor vazão, é um dos indícios de que a bomba precisa de algum ajuste ou até mesmo da troca das peças. Também algumas características dos equipamentos podem colaborar para inspeções internas mais rápidas. Um exemplo é a base deslizante para manutenções mais facilitadas.

Também é importante observar as especificações da bomba antes da compra, para garantir um bom custo-benefício e evitar problemas futuros. Faça uma pesquisa de mercado e adquira de uma marca de confiança.

A Metso possui uma linha de bombas para todas as suas necessidades industriais e, além disso, oferece serviços de manutenção e troca de peças através de uma equipe experiente e capacitada.

Checklist de Manutenção de Bomba: passo-a-passo de uma parada industrial

Gostou desse artigo? Que tal conferir nosso Checklist de Manutenção da Bomba e aprender em detalhes a cuidar da sua bomba?

 

Quer ajuda? Entre em contato.
Suas informações estão seguras. Verifique nosso aviso de privacidade para saber mais detalhes aviso de privacidade.
Muito obrigado!
Nós entraremos em contato em breve. Poderá enviar uma nova solicitação após 15 minutos.
Quer ajuda?