dez 13, 2019

A solução da Metso elimina a emenda de tubagens na Iberpotash

A Iberpotash, o único produtor de cloreto de potássio em Espanha, necessitava de uma solução para ultrapassar o problema de uma elevada taxa de desgaste numa determinada tubagem de HDPE, que lhe criava custos adicionais. Depois de contactar os especialistas da Metso, o pessoal administrativo e operacional da Iberpotash ficou muito satisfeito com a solução proporcionada. Ao mudar para as mangueiras para lamas da Metso, não foram necessárias mais reparações com emendas, a lama deixou de ser derramada no ambiente, a estabilidade do processo melhorou drasticamente e aumentaram as condições de segurança, saúde e ambientais.

Aumento do tempo de atividade da estação e redução dos custos de manutenção

A Iberpotash é o único produtor de cloreto de potássio em Espanha e a maior empresa mineira da Catalunha. Com duas minas na província de Barcelona, que produzem cerca de um milhão de toneladas por ano, a Iberpotash tem uma das maiores reservas de cloreto de potássio da Europa. Mais de 75 % do fertilizante de cloreto de potássio produzido para uso agrícola e industrial é exportado, principalmente para a União Europeia, a América do Sul, o Norte de África e a Ásia.

A mina Súria localiza-se de 650 m a 900 m debaixo de terra. A extração de cloreto de potássio é realizada mediante a mineração de silvinite, uma mistura de cloreto de potássio e de sal que se encontra em diferentes concentrações. Posteriormente, o cloreto de potássio é separado do sal numa central de produção situada cerca da mina.

No projeto de expansão de 2014 para aumentar a produção da central Súria, a Iberpotash decidiu substituir quase todas as tubagens existentes de HDPE pelas Metso Trellex rubber slurry hoses (Mangueiras de borracha para lamas Trellex de Metso) e revestiu os acoplamentos para reduzir a quantidade das tarefas de manutenção adicional.

A mangueira para lamas Trellex Slurry Hose da Metso demonstrou ser uma solução adequada, fiável e eficiente. Todas as pessoas da operação da central ficaram extremamente satisfeitas com o aumento do tempo de atividade, os reduzidos custos de manutenção e as tarefas de reparação, bem como com o impacto positivo adicional na segurança.

Solução técnica concebida especificamente para o cliente

Em 2018, a Iberpotash estava a ter um problema com a tubagem de HDPE de alimentação do moinho. Novamente, entraram em contacto com a Metso.

A Iberpotash estava extremamente preocupada pela elevada taxa de desgaste desta tubagem específica de HDPE, pois perdia muito dinheiro em derrames de lamas, emendas e trabalhos de manutenção adicionais, sem mencionar os riscos adicionais para a saúde e a segurança que isto envolvia. Todos os meses, os empregados dedicavam muitas horas a reparar as tubagens. A soma destes gastos com o custo dos materiais necessários para a reparação fez com que rapidamente se decidisse que isto não podia continuar.

Desta vez, a Metso propôs uma solução de mangueira de flange giratória especificamente criada para o cliente.

“As flanges giratórias da Metso aceitam pressões mais elevadas que os acoplamentos normais e permitem curvas de mangueira para lamas específicas em áreas estreitas. Eram estas as necessárias aqui. As flanges giratórias permitiriam instalar a forma de S necessária com duas curvas 5D da Metso e uma mangueira para lamas dentro do espaço muito limitado que estava disponível.” - diz Tiago Marques Oliveira, Chefe de Vendas de Bombas Metso para a área de mercado da Europa Ocidental.

“Depois de resolvidos os problemas anteriores e de demonstrarmos a nossa experiência no transporte de lamas, aprovaram esta solução técnica, instalaram-na e está em funcionamento sem problemas há mais de um ano.” - acrescenta.

Isto resultou principalmente num maior tempo de atividade e em menores custos de manutenção, porque já não eram necessárias reparações. Para além disso, os empregados que executavam as perigosas tarefas de reparação também estavam muito satisfeitos por isto ter sido resolvido.

Iberpotash3-Small.jpg

Não eram necessárias mais reparações com emendas

Desde que a Iberpotash mudou para as mangueiras de lamas da Metso, não foram necessárias mais reparações com emendas, a lama já não era derramada no ambiente, a estabilidade do processo melhorou drasticamente e as condições de segurança, saúde e ambientais também aumentaram. O andaime que tinham para as reparações constantes do HDPE foi retirado, o que proporcionou um local de trabalho mais seguro e isento de obstáculos.

“A Metso foi selecionada porque estávamos contentes com as primeiras mangueiras para lamas que forneceram em 2014”, segundo o Gestor de Manutenção da estação, Pau Anguera, e o Gestor de Manutenção Mecânico, Albert Diez, na central de processamento de Súria. “Queríamos uma solução adequada para o desgaste extremo no nosso HDPE e a Metso conseguiu isso. A solução Trellex da Metso funciona na perfeição nesta aplicação.” - concluíram.

A Iberpotash faz parte da ICL (Israel Chemicals Ltd.), uma empresa global de fertilizantes e produtos químicos que opera cadeias de valor de minerais de bromo, cloreto de potássio e fosfato. O grupo ICL é um dos maiores produtores de cloreto de potássio do mundo.

Produtos relacionados