O rápido crescimento do mercado de construção na Ucrânia entre 2005 e 2008 resultou em um déficit de agregados de alta qualidade. O Grupo Kovalska Industrial-Construction conseguiu colocar em operação uma nova planta de britagem e peneiramento em apenas quatro meses, aumentando a produção cúbica de pedras britadas da empresa. O curto cronograma para a montagem e o comissionamento dos equipamentos só pôde ser cumprido graças ao projeto modular, e o convencional diagrama de fluxo de processo em três fases ofereceu uma produção constante de pedras britadas.

CAPÍTULO UM

Alta demanda do mercado causa déficit em agregados de alta qualidade

Em 2005, o mercado de pedra britada testemunhou um rápido aumento devido à construção de novas instalações de infraestrutura. Ao mesmo tempo, a capacidade de produção do país não foi capaz de satisfazer completamente a demanda do mercado; então, no fim de 2007, o déficit de pedra britada era mais de 30% que a capacidade total de produção. Com base em estudos* feitos acerca do mercado de pedras britadas na Ucrânia, este desequilíbrio entre oferta e demanda foi causado pelas más condições dos equipamentos nas plantas existentes: cerca de 40% das plantas estavam trabalhando a apenas metade de sua capacidade. Outro fator que contribuiu para o déficit foi o baixo nível de desenvolvimento dos recursos - apenas 300 dos 630 depósitos registrados tinha sido desenvolvido.

Uma das empresas que enfrentou o problema do déficit de agregados de alta qualidade foi o Grupo Kovalska Industrial-Construction. Em um esforço para sanar o déficit, o Grupo adquiriu a Omelyanivskiy Quarry LLC em 2000. Ela tinha sido criada ainda na época da União Soviética, portanto, no momento em que foi comprada, todos os seus equipamentos estavam desgastados e desatualizados.

Nós fornecemos agregados desta área de extração para outras operações do Grupo Kovalska. A nossa demanda por pedra britada tinha aumentado, e nós não poderíamos tê-la atendido sem modernização e automação nas instalações que já existiam
Oleg Targonskiy, Vice-Presidente da pedreira Omelyanivskiy

"Quando compramos a empresa, a planta estava desativada por falhas nos equipamentos. Nós tínhamos muito trabalho a fazer no que se referia à modernização e recuperação da produção", lembra Sergey Goncharenko, Chefe do Departamento de Compras e Políticas Contratuais da Kovalska ICG.

Este problema poderia ter sido resolvido de diferentes formas - desde a recuperação do equipamento existente até a instalação de um novo complexo. Mas a solução precisava ser encontrada rapidamente, porque a gerência da Omelyanivskiy Quarry estava em uma situação desastrosa: as operações do Grupo precisavam de cada vez mais pedra britada, e a empresa não possuía a capacidade de produção para atender à demanda.

"Nós fornecemos agregados desta área de extração para outras operações do Grupo Kovalska. A nossa demanda por pedra britada tinha aumentado, e nós não poderíamos tê-la atendido sem modernização e automação nas instalações que já existiam", diz Oleg Targonskiy, Vice-Presidente da Omelyanivskiy Quarry.
"Para atender o crescimento da produção de concreto, o fornecimento de agregados precisava aumentar em 300.000 toneladas métricas por mês. No entanto, não conseguiríamos atingir esse objetivo com os equipamentos existentes. Após considerar as diversas opções, decidimos instalar uma nova linha de produção", explica Sergey Goncharenko.

*Com base nos estudos conduzidos pelo Grupo Ukraine International Marketing, que foram apresentados na mesa-redonda "Marketing problems of the crushed stone market and their solutions" (Problemas da comercialização do mercado de pedra britada e suas soluções), realizada em Kiev, em 22 de fevereiro de 2008.

image not available

CAPÍTULO DOIS

Produção de pedra britada aumenta graças ao comissionamento de uma nova linha de britagem e peneiramento

O objetivo era claro - construir rapidamente uma nova linha de produção que fosse capaz de produzir pedra britada de alta qualidade sem perdas de produção e sem ter que desativar o complexo existente. A gerência da empresa pediu a duas fabricantes europeias, entre as quais estava a Metso, que sugerissem possíveis soluções para este problema.

"O nosso material é um tipo de granito muito abrasivo. Ele requer um processo de reciclagem trabalhoso e genérico. Então, era importante obter não apenas uma solução altamente produtiva, mas também uma que apresentasse bom custo-benefício", descreve Sergey Goncharenko.

Os especialistas da Metso verificaram todos os parâmetros de produção e propuseram a instalação de uma planta modular com três fases de britagem e peneiramento. Na primeira fase do projeto, três britadores de mandíbula de diferentes tamanhos foram instalados para a maior redução possível do tamanho do material de alimentação; e britadores cônicos para aumentar a qualidade do produto final, foram instalados nas fases dois e três. Foi sugerido incluir peneiramento úmido e a seco nas peneiras inclinadas na linha de processo para melhor separação de materiais, incluindo aqueles de classe pequena. A solução através do projeto modular, compensou a falta de tempo para montagem e start-up dos equipamentos, e o convencional fluxo do processo de três fases garantiu a produção de agregados com alta qualidade.

"Percebemos que a solução da Metso nos permitiria aumentar prontamente a produção sem que houvesse perda na qualidade. Foi por isso que escolhemos a tecnologia da Metso", Sergey Goncharenko explica os fatores que pesaram na escolha da empresa pela solução modular.

"A planta foi construída em tempo recorde: nós começamos a instalação em janeiro, e em maio, já tínhamos produzido o primeiro lote", lembra Oleg Targonskiy.

Percebemos que a solução da Metso nos permitiria aumentar prontamente a produção sem que houvesse perda na qualidade
Sergey Goncharenko, Chefe do departamento de compras e políticas contratuais (ICG) da Kovalska

Check video ↓

O distribuidor oficial da Metso, SV-TEK, estava envolvido na manutenção da planta. Os engenheiros de serviço criaram um cronograma de inspeções, um calendário de serviços de reparos, e um plano para a substituição de peças sobressalentes e de desgaste.

"Esta é uma planta única em nosso país, já que combina o melhor em equipamentos móveis e fixos. Por um lado, o complexo pode ser realocado durante um período de tempo relativamente curto. E por outro, a flexibilidade e os custos de produção do complexo são equivalentes àqueles de plantas fixas. Nós temos tais peculiaridades em mente ao realizar planejamentos e manutenções, para que possamos otimizar quaisquer atividades de serviço e gastar o mínimo de tempo possível em manutenções", explica Aleksey Tolkach, Diretor da SV-TEK, acerca das nuances da manutenção.

A introdução de uma nova linha de britagem e peneiramento na Omelyanivskiy Quarry ajudou a resolver o maior problema da Kovalska ICG - aumentar prontamente sua própria produção de pedras britadas adquirindo o mínimo de agregados possível de terceiros.
image not available

A introdução de uma nova linha de britagem e peneiramento na Omelyanivskiy Quarry ajudou a resolver o maior problema da Kovalska ICG - aumentar prontamente sua própria produção de pedras britadas adquirindo o mínimo de agregados possível de terceiros.

"Produzimos 2.200.000 toneladas métricas de pedra britada em nossas próprias plantas. Com volumes de produção como esses, nos sentimos confiantes com o mercado", diz Sergey Goncharenko.

"Agora, nós produzimos até 80% do volume total de pedra britada que utilizamos. Estamos seguros da qualidade do material fornecido diariamente para as nossas operações", ele resume.

2,200,000

toneladas métricas de pedra britada por ano

image not available