Share to Facebook Share to Twitter Share to Twitter More...

Garantindo a melhor performance

Nossa presença global pode ser vista em nossos centros de tecnologia de válvulas, que combinam P&D e tecnologia laboratorial. Nossos cinco centros de tecnologia de válvulas se encontram na Finlândia, EUA, Alemanha, China e Coréia. As principais funções dessas instalações são verificar e validar os produtos e seus desempenhos.

Muitos requisitos de nossos produtos vêm de padrões internacionais e de especificações de nossos clientes. Geralmente, esses padrões e especificações exigem testes rigorosos e profundo conhecimento de questões existentes. O principal foco desses requisitos são a segurança, o meio ambiente e o desempenho operacional. O planejamento e a preparação para todos esses testes requer o desenvolvimento de equipamento único e especializado, assim como amplo conhecimento do processo de automação e de aquisição de dados.

Teste de vazão

Teste de vazão

Um dos principais requisitos em tecnologia de válvulas é o teste de vazão. Os coeficientes de vazão de válvulas são determinados a partir da medição da vazão. Coeficientes de vazão corretos são essenciais para selecionar as válvulas adequadas para as aplicações de processos de nossos clientes. Coeficientes de vazão precisos geram maior eficiência de processos e ciclo de vida prolongada, assim como menores custos de investimentos e de uso para nossos clientes.

Os principais coeficientes de controle de dimensionamento de válvulas medidos em nossos laboratórios de vazão são: características de vazão da válvula, coeficiente de vazão (Cv), fator de recuperação de pressão da válvula (FL), proporção da pressão diferencial do ruído de cavitação incipiente (xFz) e fator de proporção da pressão diferencial no escoamento crítico (xT). Além disso, os níveis de ruídos hidro e aerodinâmicos também são medidos, a fim de determinar os coeficientes de ruído.

Teste de incêndio

Teste de incêndio

Testes de incêndios são feitos de acordo com os padrões da indústria ou do cliente. Este tipo de teste simula um incêndio em uma usina ou fábrica, e avalia se a válvula permanece vedada o suficiente para prevenir que vazamentos internos ou externos expandam o tamanho do fogo. O teste básico consiste em expor a válvula a chamas em alta temperatura por 30 minutos e resfriá-la rapidamente com água fria. O resfriamento com água fria simula as tentativas de apagar o fogo, e expõe a válvula a um forte choque térmico.

Teste de emissões fugitivas

Emissões fugitivas são vazamentos e derramamentos em processos industriais. Geralmente, as emissões fugitivas de válvulas são substâncias gasosas que podem ser prejudiciais, ou até mesmo letais, para seres humanos, ou causar danos ao meio ambiente, como os gases do efeito estufa. As emissões fugitivas em processos industriais são reguladas e monitoradas de perto por governos de todo o mundo, e a exigência para limites mais firmes continua a ser feita. Testes de alta qualidade têm um papel vital no desenvolvimento de novas e melhores tecnologias de vedação, minimizando as emissões fugitivas das válvulas Metso. Os laboratórios da Metso possuem equipamentos de teste de última geração e uma equipe altamente especializada.

Padrões de testes internacionalmente reconhecidos são usados para avaliar e classificar o desempenho de nossas válvulas em relação a emissões fugitivas.

Testes para esse tipo de emissão são difíceis e exigentes. Ao ser testada, a válvula é pressurizada, normalmente com gás hélio ou metano, até o limite para o qual foi projetada, que pode chegar até 250 bar. Qualquer vazamento de gás é então detectado no exterior da válvula por um espectrômetro de massa extremamente sensível que captura qualquer átomo de gás. A temperatura de teste é alternada entre os valores mínimo e máximo, podendo variar de 196 a mais de 400 graus Celsius. Durante um teste de emissões fugitivas, a válvula é operada dezenas, ou até mesmo centenas, de milhares de vezes. 

Teste de resistência

Testes de resistência são feitos para descobrir e entender os efeitos da repetição e da velocidade do ciclo na estanqueidade da válvula, torque de operação e para monitorar o comportamento do desgaste nas partes. Atuadores são testados tanto separadamente como em conjunto com válvulas, para demonstrar o desempenho total do pacote. O número de ciclos em um teste de resistência pode superar os 5 milhões. Os testes de resistência são feitos em todas as instalações de testes de válvulas da Metso, sob diversas condições de processos e ambiente.

Teste de pressão

Um dos objetivos do teste de pressão é garantir que os produtos que contenham pressão sejam seguros e mais do que capazes de suportar suas taxas definidas. Alem disso, testes de estanqueidade são feitos para avaliar o desempenho da vedação das válvulas sob diferentes pressões, temperaturas e meios de processos.

Teste de atuador

As válvulas Metso são projetadas para operarem na maioria dos ambientes encontrados no planeta, senão todos. Isso significa que o atuador que opera a válvula também precisa suportar e funcionar infalivelmente em tais condições potencialmente severas. Os atuadores Metso são utilizados nos locais mais quentes do planeta, assim como nas condições geladas do ártico, onde as temperaturas podem chegar abaixo de 50 graus Celsius. Em condições tão severas, os atuadores Metso funcionam por milhões de ciclos. Para fornecer atuadores para tais condições, o desempenho deve primeiro ser avaliado nos laboratórios de tecnologia de válvulas da Metso.

A avaliação de desempenho dos atuadores de válvulas inclui testes de resistência, velocidade, precisão de controle, torque de saída e ambiente, assim como de proteção contra intrusão e de vibração. Os testes de resistência são realizados utilizando padrões de teste especializados, com resistências variáveis, o que possibilita ao atuador operar sob carga por milhões de ciclos. Os torques de saída do atuador são medidos por transdutores de torque de alta precisão para garantir que produzam de forma consistente a saída esperada.  

Teste de ambiente

Como nossas válvulas são usadas em uma grande variedade de ambientes e de condições de processos, precisamos ser capazes de reproduzir essas condições rigorosas a fim de testar e avaliar o desempenho dos produtos. Os laboratórios Metso possuem câmaras de teste ambiental e espaços onde a temperatura e a umidade podem ser selecionadas e controladas. Nosso equipamento padrão simula temperaturas tão baixas quanto -75 °C até mais de 800 °C. Câmaras de névoa salina são utilizadas para testes de corrosão acelerada, para avaliar o desempenho de tintas e outros revestimentos. Mesas vibratórias são utilizadas para simular e atestar a capacidade de nossos produtos de suportar essas condições de processos tão severas. Nossas mesas vibratórias também são utilizadas para avaliar o desempenho do controle de válvula, quando exposto a uma ampla gama de frequências.

Materiais e revestimentos

A capacidade de testes de material da Metso inclui teste metalográfico para composição química e tratamento térmico, teste de tribologia (desgaste) e teste de corrosão. A Metso também realiza análises extensivas e complexas de polímeros, como PTFE. 

Metallographic testing

O teste metalográfico é utilizado para avaliar a qualidade dos materiais e dos revestimentos de nossos fornecedores. A microestrutura de metal é vista em um microscópio de alta potência, a fim de avaliar e verificar a eficiência do tratamento térmico. A morfologia dos revestimentos também é avaliada. Nossos laboratórios também estão equipados para estudar novos materiais e revestimentos, juntamente com projetos de tecnologia. O teste metalográfico também desempenha um papel importante na análise de falhas de componentes quebrados. Testes de réplica (testes metalográficos não destrutivos) são feitos sem destruir as partes testadas, o que é muito útil quando essas partes são grandes e caras. Analisadores portáteis de ligas metálicas são usadas para avaliar se os materiais estão quimicamente de acordo com as especificações.

O teste de tribologia avalia materiais e revestimentos utilizados na obturador, na sede e nos mancais da válvula. Superfícies revestidas de duas amostras diferentes são pressionadas uma contra outra e postas a funcionar sob uma força determinada e por uma quantidade definida de ciclos, que dependem de como e onde os revestimentos serão aplicados. Após o teste, as amostras são examinadas para descobrir se houve mudanças na aspereza da superfície. Ranhuras profundas nas superfícies em contato indicam que houve desgaste e, por isso, é inaceitável. Nossos instrumentos de teste computadorizados calculam automaticamente o coeficiente de atrito dos resultados do teste. O teste de tribologia pode ser feito em uma gama de temperaturas de teste. Após testar novos materiais de revestimento, os melhores candidatos são então testados para estanqueidade e resistência.

Resumo

Através de uma análise de desempenho precisa e confiável dos produtos Metso, podemos oferecer a nossos clientes informação em primeira mão sobre o nível de desempenho, qualidade e segurança reais de nossos produtos e serviços. Dessa forma, nossos clientes podem depender de produtos seguros, enquanto maximizam a produtividade de suas operações. 

MAIS INFORMAÇÕES:
juha.perttila@metso.com

TEXTO: Juha Perttilä e Kari Vierimaa

Publicado na revista Results 2/2016.

 

 

Produtos relacionados